Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

POETAS E ESCRITORES DO RECANTO
**********

Recife, 18 de abril de 2009.


Poetas e Escritores do Recanto,


Tenho certeza absoluta que não estou “Assim... Assim” quem está é o HOJE. Ele que amanheceu triste, nublado, capenga e meio manco. Já havia notado que algo estava errado, pois nem o cheiro da madrugada lhe enterneceu ou lhe animou.  Até tentei alegrá-lo cantando que nem passarinho, uma vez que eles sumiram dos pés de manga do prédio vizinho. E o sol ficou nas nuvens a dormir escondidinho, sem nenhuma vontade de levantar... E, assim, o HOJE passou o dia. O seu desanimo acabou me contagiando e tudo que tentei fazer não consegui e/ou não prestou.

Precisava dormir bastante... Dormi e acordei num instante. Fui dar uma geral na casa e na primeira tentativa desisti vencida. Resolvi ir pra cozinha e cozinhar besteira tipo, brigadeiro, suflê e sorvete... Desisti com a perspectiva de comer tudo sozinha, e, com o pé ainda imobilizado, limitando meu avanço nos espaços, cozinhar ficaria bem complicado.

Melhor seria ir ler, assistir TV ou a um DVD; escrever alguma abobrinha... Acordar minha filha, com um monte de beijinho, ou, deixá-la dormir para não se chatear com o HOJE insuportável.

Então resolvi nada fazer e deixá-lo se esbaldar em sua chatice do jeito que quisesse. E não é que deu certo?!

Terminei dormindo no silêncio de uma tarde quase fria. Acordei a pouco, nova em folha. Quando chego aqui encontro uma carta extraordinária a mim endereçada do nosso, Puetalóide!!!

Que coisa mais danada de boa!!!!

Ah, como é bom ter amigos tão inteligentes, preparados, sábios, filósofos,  poetas, escritores, todos tão nobres e generosos!!!  

Amo cada um de vocês de um jeito muito especial.  

Com carinho e respeito sou,
Apenas Ysolda

**********

PS. Quis escrever uma carta rimada e bonita.
Não sei se consegui. Entretanto, o sentimento é legítimo.
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 18/04/2009
Alterado em 18/04/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras