Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

EU NO ARRAIÁ


Superando as dificuldades de todo dia
Vou levando a vida de forma indefinida

Ontem morria de tristeza
Superei olhando as estrelas
Hoje estou contente
Mesmo com dor de cabeça  

Acho que foi a tinta que coloquei nos cabelos
Como queria colorir apenas o branco da raiz
Não olhei a cor e nem a marca...

Bom...

Se tiver a sorte de não ficar careca
Talvez a dor passe com a dó do Ril

A dor passando vou ficar feliz
Afinal hoje estou mesmo me achando

Cabelo de novo pretinho que dá gosto
São João chegando e a animação reinando

De botas, sem esporas,
No primeiro "arraiá” que encontrar
Vou dançar quadrilha até o dia raiar
Quem vai duvidar?  



Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 19/06/2009
Alterado em 19/06/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras