Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

TENHO TRÊS PRAZERES
O prazer de um novo amanhecer;
O prazer de não silenciar;
E o prazer de nada ser,
Me fazem viver e sonhar.

E você?

( Ysolda )

**********

Tenho muitos prazeres...
de sentir,
de querer,
de buscar,
enfim...

( Lord Lancelot )

**********

Prazer no novo amanhecer...
Isso é vida

( Betinamarcondes )

**********

A vida,
O amor
E a poesia.

( Mario Roberto Guimarães )

**********

Ei, Ysoldinha, meus três prazeres:
1.Mulher bonita,
2.Futebol quando meu time ganha,
3.Cerveja bem gelada.

Meus três desprazeres:
1.Mulher feia,
2.Futebol quando meu time perde,
3.Cerveja quente.

Meu maior prazer:
ter uma amiga que nem você.

( Miguel Soares )

**********

Y isto venho lhe dizer:
S er serviço,
O amor,
Levar se preciso
D eixar meu carinho
A voce neste cantinho.

C omungar com a união
A de todos os irmãos
B uscar um único ideal
R ealização da Paz em geral
A ssim construir um bela história
L ugar guardado na memória.

( Angelica Gouveia )

**********

Escrever
Ser amada
Estar saudável

(Silvia Regina Costa Lima )

**********

Tenho muitos prazeres!
dentre tantos
escrever, ler, amar!

(Carmem Lúcia )

**********

Tenho um único prazer:
o prazer de ter prazer ao escrever,
ao ler, ao amar, ao sorrir, ao chorar,
ao cantar ao dar-se...
O prazer de ser o que sou.

(Orlando de Oliveira Reis )

**********

Tenho muitos....
Além dos três citados por você....
Mais um deles é ler-te....

(José salvador)

**********

Um: Ainda estar vivo!
O resto a gente corre atrás.
Das Marias... Mercedes...Ferraris...Brasilias.

( Tristão de Alegrette )

**********
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 29/06/2009
Alterado em 29/10/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras