Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos


ANEL DE RUBI
De: Ysolda Cabral
 
 
Na mão sofrida e cansada,
Um simples anel se destaca,
 Nele três pequenas pedras de rubi
Fazem o tempo sumir.
 
Tantos anos se passaram,
Tantas águas rolaram,
Doces sonhos foram esquecidos,
Outros foram idealizados.
 
Já não é tão fácil chorar,
O sorriso sempre querendo aflorar,
Para esconder decepções, mágoas,
E  rugas surgidas do nada.
 
A indiferença faz a diferença,
O silêncio é bálsamo abençoado,
Tudo mudou menos a crença,
De que a Vida ainda assim vale à pena.
 
 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 10/12/2011
Alterado em 10/12/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras