Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos




 REGINA CASÉ – UM PEDIDO DE DESCULPAS
De: Ysolda Cabral
 
 
 
 
Eu estava no Salão de minha amiga Mirtes, esperando pacientemente minha vez de cortar o cabelo, quando observei que uma das clientes, falando com sotaque de aeromoça, ou seja; sotaque de região indefinida, procurava chamar a atenção de todo mundo com a sua conversa boba e esnobe.
 
Todos estavam de olho no telão, assistindo ao programa da Regina Casé, e, ela interrompia o tempo inteiro, dizendo conhecer todos os artistas que iam se apresentando. Não poupava elogios à desenvoltura da apresentadora, lamentando ainda não conhecê-la pessoalmente.
 
Até então eu estava no meu canto quieta fingindo não estar nem aí pra sua conversa. Foi quando ela entendeu, não sei a razão, de me perguntar o que eu achava da Regina Casé.
 
Bem, a família Casé é de Caruaru, minha terra natal, e, eu sempre tive a impressão de que ela fazia parte dessa família, inclusive, de termos estudado juntas. Entretanto, não tinha muita certeza. 
 
Então sem titubear falei: sou meio * '' travada'' com a Regina...
 
Todo mundo parou de falar e até os secadores silenciaram.  Sra. ''Sotaque Não Definido'' perdeu totalmente o interesse pelo que se passava na tela da televisão e ficou aguardando que eu dissesse mais alguma coisa.
 
Continuei...  Ela é de Caruaru e até estudamos juntas no Colégio das Freiras...!  Mas, ela nunca disse que era de lá!! Acrescentei com ar de reprovação e tristeza...
 
Mirtes, solidária, indignada – coisa da grande amiga que é - exclamou:
 
- *Lela, diga aí!!!! Você ouviu o que a Ysolda acabou de dizer?
 
- Menina, que safada!!!!!! Esconder que é da terra do Mestre Vitalino?!!!! 
 
A indignação foi tanta que na hora fiquei na dúvida se eu não estava confundindo a Regina com outra personalidade qualquer e que hoje faz parte do quadro de funcionários da Globo–NE.
 
Bom, a essas alturas eu não podia fazer mais nada. Já tinha dito e estava dito.
 
Todo mundo ficou chateado, chocado...
 
- Poxa, a Regina esconder que é pernambucana...?!!
 
Ontem, me lembrei desse episódio e resolvi perguntar ao '' Dr. Google'' qual a naturalidade da Regina Casé e ele ** ''na bucha'' me respondeu: CARIOCA.
 
- Será que ele errou?!!!  Hahahahahahahaha


**********

* Travada : cismada, rixada, magoada

** Na bucha : de pronto, imediatamente

Obs.: Vocabulário da matuta nata: Ysolda Cabral 

Obs.2: Lela é Valéria, a linda filha de Mirtes e mãe do Clebinho (04), um pequeno gênio.    

Obs.3: A imagem ilustração é uma das obras do Mestre Vitalino, ''Família Retirante'', coletada no  Google.  

**********

 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 16/02/2012
Alterado em 16/02/2012
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras