Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos















O ESCRITOR E O TEMPO
De: Ysolda Cabral
 

 
O mundo lá fora me parece encantador.
Aqui dentro, nem tanto assim...
Talvez melhorasse com um jarro de flor.
E, com o ambiente colorido e perfumado
Quem sabe o Tempo não passaria mais rápido?
 
Por vezes pára e para mesmo!
Comprovo no relógio do meu braço.
Ele me ira! Mas, finjo que não ligo.
Dando-lhe língua, volto a ser menina,
Pego um papel e uma caneta,
Ou corro pro teclado;
Marco os meus pontos, os meus passos...
 
O Tempo despeitado resolve correr mais rápido,
E corre que nem maratonista afetado.
O qual não sabe fazer outra coisa senão correr.
Correr pra ganhar, superar seu próprio recorde.
Corre pra morte ou sei lá pra quê!
 
Então quem pára sou eu e decido:
Que se dane e que morra sozinho!
Eu vou é sem correr e bem devagarzinho.
Ele um dia se acaba, se mata de tanto correr,
Enquanto eu ficarei para sempre neste cantinho,
Através das letras que sei desenhar e escrever.
 
 
**********
 
Apenas uma singela homenagem aos escritores, pelo dia de hoje.

 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 25/07/2012
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras