Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

un-amor-eterno_909.jpg


AMO VOCÊ
Ysolda Cabral
 

Continuar...
Recomeçar...
 
Não é mais cedo!
Nem há seda pra tecer,
Vestir, tirar ou rasgar.
 
O privilégio é louco,
Só existe se sonhar.
 
Mesmo no presente,
Estou ausente...
Vê se me entende.
 
O pensamento é livre
Em todas as mentes.
Nela eu amo você
Tão somente...
 
Mas...
Afinal, quem é você
Que não me sente?

Recife/PE
05.11.2012
ysolda


**********

10259338_638438822893302_126213515472383

POETA PARVO
Odir Milanez 

Sou um poeta parvo, sem juizo,
 que sonha sonhos bons, sentindo o gosto
 do beijo em tua boca de sorriso
 ou nas covinhas castas de teu rosto...

JPessoa-PB
05.11.2012
oklima 

 Vivendo as vibrações voláteis de teus versos
e possuído pela paz de teu sorriso, Odir.
Ysolda Cabral e Odir Milanez
Enviado por Ysolda Cabral em 05/11/2012
Alterado em 27/08/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras