Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos




NUM TOQUE DE TORPEDO
Ysolda Cabral
 
 
Como última poesia,
De ‘’Tum...Tum’’ atrapalhado,
Retumbando tristeza  e agonia
Dentro do peito e fora do compasso,
Eu diria:
 
Ah, meu ‘’Tambor do Encantado’’,
Deixa disso! Para com isso!
Aquieta-te! Ou morreremos de fato.
 
Num dia bonito assim... Tão claro!
A esperança sempre pinta no pedaço
De  sonho, de realidade
Ou, num toque de torpedo. Quem sabe?
 
Vale a pena se aquietar,
Ter paciência e esperar.
Quem sabe ela não lhe ache,
Somente para lhe dizer:
Amo você de verdade?!



 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 04/12/2012
Alterado em 04/12/2012
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras