Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos


21631215.jpg

LÁGRIMAS QUE SALGAM O SORRISO
Ysolda Cabral
 

 
A segunda amanheceu quietinha quase imperceptível. O silêncio benfazejo e reparador, só interrompido pelo bater das asas dos pombos, pelo canto dos passarinhos e pelo murmúrio das ondas do Mar, me convidou à oração, à reflexão...

Sentindo o amor que há em mim, me confortar do medo do desconhecido e da saudade de um tempo que sonhei, pensando tudo ser possível, choro e logo sorrio pronta para começar o dia.  

E eis que começo escrevendo bobagens que me ajudam a viver e a colocar as emoções em seus devidos lugares. - Por vezes a tempestade na alma é forte e demora a passar. Quando passa, a sensação de cansaço é tão grande que me deixo ficar num canto qualquer completamente indefesa e a mercê da sorte.  

E ela me chega pela janela...

Um passarinho, do papinho amarelo, atrevido e corajoso, pousa no meu ombro, brinca com os  meus cabelos e rápido vai embora...

As lágrimas salgam o sorriso, mas não tiram o doce sabor  do ontem.

**********
 
Praia de Candeias-PE
Em 27.10.2014
Amanhecer de 2ª Feira


Para ouvir a música, acesse:

http://www.ysoldacabral.prosaeverso.net
 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 27/10/2014
Alterado em 29/10/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras