Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

mar_de_rosas.jpg


ELE É!
Ysolda Cabral
 


 
Cresci... Hoje me olho no espelho e me vejo muito diferente daquela que um dia fui. Entretanto, cá dentro de mim, claro que não me sinto menina! Sinto-me recém-nascida. Isso acontece todo santo dia, ao me perceber tão despreparada para a vida, sem nada dela entender.

E choro, e logo sorrio... A cada segundo descubro algo novo que se repete, e aprendo um pouco mais. E, de pouquinho em pouquinho, me sinto com coragem para dar os primeiros passos. Ando e paro, com receio de cair, talvez... Mas, sigo em frente levando tombos, alguns fenomenais! Contudo, me levanto e continuo o ir e vir.

Nesse círculo diário, no hiato entre a consciência, a inconsciência e o impiedoso Tempo, começo e recomeço - há anos, ou há séculos...

Apesar de tudo isso, continuo do mesmo jeitinho que sou. Não por querência! Talvez, por destino. Sei lá!...  - Ando tão dada a devaneios!

De repente, uma sensação boa me invade. Chamo saudade de você. E aí você aparece, ou reaparece, e eu me esqueço do propósito de não mais  lhe ser festejos, e lhe faço a maior festa, cujo prato principal é a poesia, servida com carinho e requinte. E ela me inspira e me alimenta de beleza e muita Vida!

O amor é assim, agora sei! Ele, simplesmente, não se explica.

- Ele é!
 
**********
 
Praia de Candeias-PE

APENAS POESIA 
Em 24.09.2015


Para escutar a música de fundo, acesse:
 

http://www.ysoldacabral.prosaeverso.net


**********


Indicação de leitura:

E-livros: FLORES DO RECANTO 4
P/ Miguel Carqueija

http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/5392306
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 24/09/2015
Alterado em 28/09/2015

Música: Love Is A many Splendored Thin - Liberace

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras