Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

1452105_993167150753799_4300228791431002


CALMA
Ysolda Cabral 
 
 
Calma... É preciso calma...
Há alguma coisa no ar.
Sei que há!
 
Há um frio de morte,
Congelando e quebrando os ossos ,
Nos impedindo de sonhar.
 
Há uma revolta contida,
Há uma dignidade atingida,
Há uma plenitude de vida,
Com esperança perdida...
 
Há uma lágrima teimando em cair,
Há um sorriso triste e fingido,
Há um desejo sofrido, contido,
E o controle se esvaindo...
 
Há uma gota de orvalho,
Explodindo...
Há um carrasco,
Punindo...
Há uma ferida,
Se abrindo...
 
A paciência...
Esgota-se,
É a chegada da hora,
Ficando abençoada...
 
E enfim...
Tudo acaba.

**********

 
Praia de Candeias-PE
Em reedição apropriada para
um momento crucial na vida do povo brasileiro 
17.03.2016
Apenas Ysolda 

Para escutar a música de fundo, acesse:

http://www.ysoldacabral.prosaeverso.net
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 17/03/2016
Alterado em 17/03/2016

Música: HINO NACIONAL BRASILEIRO - FAFÁ DE BELÉM

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras