Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

1917938_1002856426451538_628468611175858


SEI NÃO...
Ysolda Cabral


Amei tanto;
Tanto, tanto!
Ah, por todos os Santos!...

 
Perdi o rumo,
Perdi o prumo,
Perdi o chão!...

Que turbilhão de confusão,
de sentimentos não contidos,
arremessados à incompreensão!

Que nem beija-flor,
No ar flutuei, pairei;
Com as asas da imaginação!...

Há abandono
Nessa minha solidão!
Sei não!...

**********

Praia de Candeias-PE.
Bocejando poesia
Em 27.03.2016
Apenas Ysolda 

Para escutar a música de fundo, acesse:

www.ysoldacabral.prosaeverso.net
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 27/03/2016

Música: Ai Que Saudade D'ocê - Zeca Baleiro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras