Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

13319813_1050284525042061_14664858361877

Foto e coração de Ysolda  


CHORORÔ
Ysolda Cabral


Qual a razão do chororô?
O do dia até entendo:
É por conta do Tempo!...
Mas, e o meu? Que horror!

 
Seria saudade, solidão, 
A maltratar o meu coração?
Ah, não sei não! Eu só sei 
que choro desde que acordei.

É um aperto no peito, 
Um frio na barriga sem jeito.
Fico pra lá e pra cá a chorar,
Numa tristeza de amargar!

Resolvo cantar; desafino!
Começo a dançar; desequilibro!
Ligo a TV; soa um sino! Desligo.
O que para mim hoje é melhor?

Acho que é mesmo chorar
Chorar, chorar até cansar!
Aí quando cansar, sorrio,
E paro de chorar ...

**********
Praia de Candeias-PE
Num chororô só
04.06.2016



13319979_1050347731702407_24550538812235

Foto e santos de Ysolda 



RECEITA CONTRA TRISTEZA
Ysolda Cabral


Faxinar bem a casa,
Limpar tudo! Arrumar...
Trocar roupas de cama, 
De mesa e de banho.
Sem reclamar!

 
Mudar os móveis de lugar!
Decorar com flor em botão,
E todos os santos homenagear.
Não só os de São João!

Quer remédio melhor,
Para parar de chorar?
Ah! Acrescente:

Tomar um bom banho, 
Também se arrumar,
E sair pra passear...

Fazer um lanche, menina!
De comilança junina,
Muita pamonha, canjica,
E muito milho cozido.
Agora lhe digo:

Nada de pé de moleque!
Dá dor na barriga. Não serve!
Convém ter cuidado,
Para não exagerar.

Agora é só a receita anotar,
Seguir, sorrir, sem enrolar!

Fazer tudo direito, 
Para surtir o efeito,
E tirar bom aproveito!

**********

Praia de Candeias-PE
Com Ysolda no sofá
Em 04.06.2916


Para escutar a música de fundo, acesse:

www.ysoldacabral.prosaeverso.net 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 04/06/2016
Alterado em 04/06/2016

Música: Ai Que Saudade D'ocê - Zeca Baleiro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras