Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

14670631_1161096173960895_62585996868129

Clicada por minha filha, Yauanna, e enfeitada
pela artista plástica virtual,  Leneide Leite. 
Fiquei parecendo flor, sentada nesse banco de praça,
na cidade de Gravatá-PE, em Julho último. :) 



SORRISO SOLIDÃO
Ysolda Cabral


Sorrio de mim, sim!
Sorrio do sim e do não.
Sorrio com emoção...
Juro que sou assim!...

Sorrio da lágrima que cai,
Sorrio alegria e tristeza,
Sorrio do que vem e do que vai.
Sorrio com verdade e pureza ...

Sorrio um tanto de tudo...
Sorrio do mundo!...
No sorriso vou fundo!
Jamais mudo ou me enluto.

Sorrio, sem revolta,
Sem teatro, sem ribalta...
Sorrio da solidão ingrata
Que maltrata, mas não mata.

Por vezes ela é até  engraçada.
Faz-me companhia nas risadas!
Solidão é mesmo coisa muito boa.
Nunca deixa que eu me sinta à toa!...

**********

Praia de Candeias-PE
10.10.2016
Apenas Ysolda  



 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 10/10/2016
Alterado em 10/10/2016

Música: VIOLINO TRISTE E PIANO - INSTRUMENTAL

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras