Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

Imagem Ysolda   


A VOLTA DO GUARDIÃO

Ysolda Cabral

 
 
Quase dois meses se passaram da partida do Guardião, da calçada do nosso prédio, para destino ignorado. A bela morena do 001, por quem ele se apaixonou perdidamente, foi quem providenciou tudo. Disse-me ela que ele havia sido adotado por um casal que, residia bem longe daqui, e que gostava muito desses “serumaninhos.”

Bem, com sua partida, a tranquilidade reinou para a maioria dos moradores que temiam sua presença. Alguns disseram que foram mordidos por ele. - Não sei! Não vi!...  Comigo ele nunca demonstrou agressividade. O que sei é que eu me sentia mais segura com o Guardião por aqui. Pensei muitas vezes em fazer alguma coisa por ele, mas, sinceramente, não havia nada que eu pudesse fazer, nem ninguém que não fosse a dona do seu coração.

Entretanto, ela, nunca o quis, apesar de ter sinalizado que queria, logo quando ele, por capricho do destino, passou por aqui pela primeira vez na sua vida. Foi amor à primeira vista. - Nunca vi coisa igual!

Nenhuma saudade ela sentiu. Muitas vezes eu me peguei pensando nele... Onde teria ido parar e se estava bem.

Hoje, exatos cinquenta e cinco dias de sua partida, desci para ir ao supermercado e dei de cara com ele, novamente em nosso portão. Magro, abatido, com “colete para coleira’’, em volta do corpo, a suspirar avisos de chegada ao apartamento 001.

Com uma pontada no coração, resolvi lhe ajudar e chamei em voz alta a sua amada. Ela apareceu na janela e foi logo me dizendo, como se dissesse a ele, que não o queria jamais!

- Vá entender as coisas do coração!...   

 
**********
 
Praia de Candeias-PE
17.12.2016
Apenas Ysolda 
Uma pessoa que chora e ri de alegria,
tristeza, ou saudade, sem pudor

_________________________
 
 
Em tempo: Se alguém quiser adotar o Guardião, ou souber quem queira, deixe o seu recado, que logo estarei entrando em contato, através de e-mail. - Infelizmente, nada mais posso fazer por ele a não ser o que ora faço. 

Para entender melhor essa história de amor, leia as crônicas, cujos links seguem abaixo. -  É só clicar!

O GUARDIÃO 
http://www.recantodasletras.com.br/cronicas/5786121


O AMOR DO GUARDIÃO

http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/publicacoes/editor.php?acao=ler&idt=5799516&rasc=0

 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 17/12/2016
Alterado em 17/12/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras