Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

Resultado de imagem para insonia

Imagem Google 

PRECISO ENJOAR DA INSONIA
Ysolda cabral 
 

Nem a chuva cai, nem o sono chega. Já rezei, já rezei, já rezei, muito mesmo! Pedi, mais que agradeci. - Que feio! Sou um desastre completo, uma decepção!...

Reli um livro de poemas inteirinho! -  Até me arrependi de ter lido novamente aquele livro... É que tenho medo de enjoar dele, como enjoei de algumas músicas que eu adorava de tanto que escutei. ( Por vezes fico a imaginar se não deveria ir mais devagar com poesia... Vai que enjoe dela também!...)

Alguns filmes... Yentl, com a Barbabra Streisand, assisti tantas vezes que nem sei dizer quantas. Enjoei do filme, enjoei da Barbabra... Enjoar é coisa muito ruim e  fico muito triste e abusada quando isso acontece.

Na gravidez enjoei pouco, graças a Deus!

Só não compreendo a razão de repetir tantas noites insones e até agora não ter enjoado delas.

- Ah, esse enjoo eu queria sentir! Assim tiraria a insônia de vez da minha vida.  - Seria o máximo!

 
**********
 
Praia de Candeias - PE
Em 19.01.2017
Apenas Ysolda
Uma pessoa que chora e ri, de alegria
tristeza, ou saudade sem pudor.
www.fugindodocontexto.blogspot.com

Para escutar o fundo musical, acesse:
www.ysoldacabral.prosaeverso.net



 
* Esta crônica data de certo tempo. A encontrei graças ao Face que tem mania de ficar trazendo essas lembranças pra gente. - Eu adoro!  Então resolvi trazê-la para cá, mais para o arquivo RL, que é excepcionalmente bom. Palavra de ex-secretária executiva. E se alguém se dispuser a sua leitura, e quiser deixar um comentário, também agradeço. Boa tarde! 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 19/01/2017

Música: Insônia - Capital Inicial

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras