Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos

18471403_1442712132465963_562356092_n.jp 

 
UMA DECLARAÇÃO DE AMOR
Ysolda Cabral 

 
 
Mês de Maio, mês de Maria, mês das Mães; mês da Mulher!...

Neste momento me obrigo a parar e me deixo envolver por uma onda de muita paz e de muita saudade. Saudade da minha mãe. Como ela era linda, amiga, atenta a cada filho da mesma forma e com o mesmo amor! Não sei como conseguia! Por vezes eu achava que ela gostava mais dos meus irmãos do quê de mim. - Puro ciúme de filha, tão carente de seus cuidados por mais que os tivesse. Mas, o tempo passa rápido trazendo compreensão...

Hoje a mesma saudade que sinto de minha mãe, me faz ter a convicção que ela está bem e que, de onde estiver, olha por nós, seus filhos, até com mais zelo e amor. E, enquanto me deixo envolver pelo amor que sentia, sinto e sentirei por ela; lembro que também sou mãe. E que privilégio, que bênção de Deus é ser mãe!

Sentindo-me transbordando de tanto amor, chego a escrever de forma aleatória e solta, - não é poesia, não é prosa, nem crônica. É apenas uma declaração! Uma declaração de amor. - E que amor extraordinário!

E, envolvida por canção linda e perfeita, que minha mãe cantava divinamente, e que segue como fundo musical desta simples homenagem que lhe faço; estou leve, alegre, me sentindo abençoada e cônscia de que por aqui o meu tempo é breve, como foi o de minha mãe, mas serei eterna no coração da minha filha, como a minha mãe é e sempre será no meu.

Portanto, hoje não quero saber de notícias tristes! Quero ficar comigo, envolta pelo amor mais puro e verdadeiro que existe em mim, e me deixar levar nas asas desta canção até o mais perfeito do infinito onde sei que encontrarei mamãe.
 
**********
 
Praia de Candeias-PE
14.05.2017
Apenas Ysolda
Uma pessoa que chora e rir de alegria,
Tristeza, ou saudade sem pudor.  

 
 
* Dilça (minha mãe) cantava divinamente a canção que vai de fundo, destaco. Ela, além de tudo que era, a mais perfeita mãe que um dia já existiu por aqui; ainda possuia uma voz belíssima e sem igual.  

Feliz Dia da Mães à você que, porventura, venha a ler esta simples homenagem que faço à minha inesquecível e linda mãe.  

 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 14/05/2017

Música: Além do Arco-Íris + letra - Luiza Possi

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras