Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos


 

A FLOR DE CLIPS
Ysolda Cabral 


Ela é rosa, contornada de preto.
Nem o seu caule é verde!
Não tem folhas,
mas, foi projetada para elas;
as folhas de papel...
- Ah, esquisita flor de clips!
 Que fazes aqui?

Com a aparência de uma margarida,
agradece por não ser, - eu acho!
Se fosse, suas pétalas não durariam.
Muita gente iria querer dela extrair 
o bem-me-quer e banir o mal-me-quer.
Depois ficar a lhe sorrir...

A flor de clips fica em minha mesa,
como se mesa de trabalho fosse jardim.
Há anos e anos está comigo,
sem serventia alguma,
Tenho que admitir!...

Mas, bem que poderia ter!
Quem sabe seguir numa carta,
com destino ignorado,
conteúdo inusitado e desconhecido?
Estaria indo para longe de mim!

Com delicadeza a seguro em minha mão,
fico pensando que destino terá,
quando eu não estiver mais aqui..
Lhe fotografo com certo carinho,
agradeço a sua companhia,
sem nada ter a proferir,
e a devolvo para o lugar onde estava, 
mas, sei que lhe darei um fim.

**********

Praia de Candeias-PE
Apenas Ysolda 

Para escutar o fundo musical, acesse: 

http://www.ysoldacabral.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=6129981
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 01/10/2017
Alterado em 01/10/2017

Música: Flores - Marjorie Estiano

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras