Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos


Na foto : Yauanna ( 05 anos )


SILÊNCIO
INDESEJADO
Ysolda Cabral


O Silêncio pela casa se espalha, 
como se a minha casa fosse sua.
Não existe espaço nem pra Lua! 
Assim não há Poesia que me valha.

Com ele travo ferrenha  batalha...
Peço que se retire! Que vá pra rua.
Lá encontre companhia e usufrua!
Tem dias que o Silêncio atrapalha.

Queria pela casa sons das risadas
que davas, ainda bem pequeninha, 
das  minhas  estórias inventadas...

Ah, tão lindas as tuas risadinhas! 
Nos  absurdos eu até caprichava;
só para ti fazer sorrir, Yauanninha.

**********

Praia de Candeias-PE
22.06.2018
Apenas Ysolda
Com saudades da filha Yauanna Cavalcanti
que se encontra em pequena viagem de férias

www.ysoldacabralprosaeverso.net.
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 22/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras