Ysolda Cabral em Prosa e Versos

Uma pessoa que chora e ri de alegria, tristeza ou saudade, sem nenhum pudor...

Textos





A CAMINHO DO FIM
Ysolda Cabral 


A cabeça me dói,
o estômago também.
A tristeza me corrói...
O que será que ainda vem?

Perdi a alegria...
Desnorteada sigo.
Onde está a minha poesia?
Não fique triste, me digo.

O dia se arrasta...
O meu silêncio profanaram.
Nem grito já basta!
Os sonhos estagnaram...

E lá vou eu pelas ruas,
solitária e frágil que nem sombra.
Vejo a noite chegar sem Lua...
Não me protege a penumbra.

Olho minhas mãos vazias,
os meus pés cansados...
Preciso de ajuda e ninguém me valia.
Ah, sentimentos insensatos!

Corro mundo num segundo,
esqueço fácil de mim...
Penso soneto e me confundo!
Estou a caminho do fim...

*********

Apenas Ysolda
Em arremedo poético
Lembrando certo "Onze de Setembro"

Para escutar a canção de fundo acesse:
www.ysoldacabral.prosaeverso.net
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 11/09/2018

Música: VIOLINO TRISTE E PIANO - INSTRUMENTAL

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras